Macrotis: A Mother's Journey




O tema mãe que procura pelo filho perdido já foi explorado em diversas mídias: de livros a filmes. Todas as obras tentam descrever a força que uma mãe tem quando se trata dos filhos.

Macrotis: A Mother's Journey não seria diferente. Ele é um belo conto digital, onde controlamos uma mãe que está em busca de seus filhotes. O game foi desenvolvido pelo estúdio Proud Dinosaurs e publicado pela editora EastAsiaSoft.

O jogo foi lançado primeiramente para o PC em 2019, em 2020 ele chegou aos consoles da MS (Xbox One) e Sony (PS4). Só agora em 2021 que o Nintendo Switch ganhou a sua versão.

Nas próximas linhas compartilharei a minha experiência com essa doce história.




A história

Bilby é o nome da mãe. Ela e seus amados filhotes vivem em uma toca. 
Para a felicidade da ratinha um novo filhote nasceu. 
O que deveria ser um momento de pura alegria, tornou-se em algo dramático, pois uma chuva, que começara fraca, transformou-se em uma terrível tempestade.

Os animais daquela região se viram forçados a fugir do local. Bilby tentou fugir com os seus filhos, mas nas condições que ela estava, pois um dos filhotes ainda era muito pequeno, tornou a fuga mais difícil do que ela imaginava.

E o pior aconteceu, em meio ao aguaceiro, mãe e filhotes foram separados. E aqui começa a busca de Bilby por seus filhos.




Jogabilidade

O game possui ótimos controles. A ratinha consegue pular, arrastar pedras, andar devagar (necessário em certas situações) e posteriormente ela consegue realizar outras funções graças a magia. Não comentarei como ela adquire esses poderes para não dar spoilers.

Essas habilidades são ensinadas aos poucos, mediante a pequenas situações, que no decorrer do jogo tendem a ficar cada vez mais complicadas. Por tratar-se de um jogo de plataforma, em um primeiro momento, tudo parece ser extremamente fácil. 

Engana-se quem pensa assim, porque o jogo é movido a quebra-cabeças. A todo momento seremos desafiados pelo jogo a compreender e superar situações que em um primeiro momento parecem ser impossíveis de serem resolvidos. Mas se olharmos atentamente, todo problema possui uma solução, desde que seja resolvido dentro de uma sequência.

E esse é um dos pontos negativos do jogo, obrigar o jogador a resolver o problema do jeito que o estúdio criou, não dando abertura a criatividade. Isso não é de todo ruim, mas é um ponto que deveria ser melhor elaborado. Tanto é que existe um botão para reiniciarmos o puzzle do lugar que estamos.




Cenários e trilha sonora 

Os cenários do jogo são incríveis. Principalmente quando deixamos para trás as cavernas e começamos a andar por um lugar que lembra um castelo. Os puzzles acompanham a mudança do ambiente, usando elementos que só existiram naquele lugar, para compor um quebra-cabeça mais elaborado.

A trilha sonora não fica atrás, principalmente nas cutscenes, que são simples imagens estáticas, mas que conseguem passar com maestria o peso do momento. 

Tanto os gráficos, como a parte sonora, foram muito bem construídos, dando ao jogo o tom de urgência que ele merece.

Vale a pena?

Com certeza absoluta. O game não é longo, levei cerca de 6 horas para finalizá-lo no meu Switch Lite. Tempo suficiente para nos divertirmos com essa história de amor e encararmos os muitos quebra-cabeças que ele oferece.

Esta análise só foi possível graças a EastAsiaSoft, que gentilmente nos disponibilizaram uma cópia para avaliação do jogo, fica aqui o nosso agradecimento pela confiança.

Jogo: Macrotis: A Mother's Journey
Versão analisada: Nintendo Switch
Lançamento: 2021
Estúdio: Navegante Entertainment
Publisher: EastAsiaSoft
Estilo: jogo de plataforma com vários puzzles

Trailer