5 de fevereiro de 2021

Creepy Road



Foi o meu filho de 8 anos que me apresentou o jogo Creepy Road. Ele curte assistir vídeos de All Bosses no Youtube e foi ali que ele conheceu o game. Eu fiquei muito interessado pelo título e resolvi jogá-lo.

A história

O protagonista está a caminho da cidade onde a namorada mora. Angelina é domadora em um circo e ele não vê a hora de encontrá-la. Antes de chegar ao destino, um urso entrou na frente do caminhão, provocando um grave acidente. Assim que o herói acorda, ele percebe que criaturas estranhar estão prestes a atacá-lo. É assim que começa a jornada.

A história é simples como todo bom jogo de aventura/ação/tiro. O game está localizado para o nosso idioma e isso é um ponto muito positivo. Pois será possível entender todos os diálogos durante o gameplay..



Tentando jogar

Não demorou muito para eu enfrentar os primeiros problemas do jogo. No caso, os controles, que teimavam em não responder corretamente aos meus comandos. Infelizmente não fizeram um bom trabalho nessa parte e isso pode afastar os gamers com poucos minutos de jogatina. O hitbox, no caso,  é outro detalhe bem falho, principalmente em momentos cruciais como batalha contra chefes.

Com relação aos comandos, o salto é um dos pontos mais críticos do título. Há momentos de puro desespero, onde tento pular e o personagem demora um tempo considerável para responder. Isso afeta e muito a destreza e velocidade do jogador, tornando momentos que poderiam ser memoráveis, em verdadeiros pesadelos.



Gráficos e chefes

A direção artística é muito boa. Os chefes são incrivelmente bem feitos e caricatos. Os cenários são incríveis e muito bem desenhados. Quando saímos da floresta e chegamos na parte da cidade, tudo fica mais incrível. Mérito para os artistas do estúdio.

Com relação aos chefes, eles são bem feitos, mas as batalhas são estranhas e muita das vezes decepcionantes. Não é por conta da dificuldade, mas por causa dos controles e do hitbox maluco, que rouba todo o brilho desses momentos.

Cantando, falando e muito barulho

A dublagem é excelente nesse game. Posso dizer que a direção de arte e a parte sonora são as melhores coisas do game. Os personagens possuem vozes interessantíssimas e o timbre dos dubladores combina demais com os personagens. 

Os efeitos sonoros são muito bem feitos e quando estamos em um momento de combate intenso, ele segura a peteca de uma forma magistral.




Vale a pena?

A resposta depende. Se você faz parte daquele grupo de malucos, como eu, que inicia um game e tenta finalizá-lo a todos custo, mesmo tendo sérios problemas, vai fundo e seja feliz. Agora, se você se importa demais com os controles, esquece, esse jogo infelizmente não é para você.

Eu adoraria indicar o Creepy Road para todos. Mas não recomendo. Ao meu ver, ele é um jogo com um potencial absurdo, porém os problemas acabam falando mais alto e diluindo aos poucos aquilo que ele tem de bom.

Esta análise só foi possível graças a Grab The Games que gentilmente me disponibilizou uma cópia para avaliação do jogo, fica aqui o nosso agradecimento e confiança.